Dona da casa contou que marido invadiu a casa tentou matá-la momentos antes do incêndio começar. Caso foi registrado no Aureny II. Policiais militares entraram em uma casa em chamas para resgatar uma criança de dois anos na noite desta segunda-feira (11) em Palmas. A suspeita é de que incêndio tenha sido criminoso, pois momentos antes um homem tinha invadido o local para supostamente tentar matar a esposa.
A Polícia Militar informou que foi chamada, por volta das 23h, para apurar um incêndio em decorrência de uma violência doméstica no Aureny II. Quando a viatura se aproximou do endereço encontrou uma mulher com uma criança no colo pedindo socorro.
Ela contou que seu marido havia arrombado a casa para tentar matá-la, mas conseguiu correr com um dos filhos no colo e se escondeu. Os militares seguiram para o imóvel junto com a mulher e encontraram o local em chamas.
Ao ver o incêndio a mãe gritou que o seu filho de dois anos estava dentro da residência. De acordo com a PM, a equipe avaliou que o fogo estava crescendo e não haveria tempo suficiente para esperar a chegada dos Bombeiros.
Os militares entraram na casa e conseguiram retirar a criança sem ferimentos. Após alguns minutos a equipe dos Bombeiros chegou ao local e apagou o incêndio.
Segundo os bombeiros, o fogo consumiu todos os móveis da sala e estava se alastrando para os outros cômodos. Testemunhas afirmaram ter ouvido uma discussão na residência e logo depois o incêndio começou.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins


Compartilhar:

Deixe seus Comentario